domingo, 31 de outubro de 2010

Os 8 Homens do Minho

Das formações mais recentes de grupos de musica popular Portuguesa,este é sem duvida uma referencia,quer pela alegria contagiante que transmite,quer pelo rigor musical,quer pela juventude.
Tem uma sonoridade muito própria,não fugindo à matriz do folclore do Alto Minho.
Ver aqui
A todos um grande abraço em especial ao João Pedro e Jorge Salgueiro,votos de muitos sucessos.....até breve.....no próximo Sábado cá nos encontramos para mais uma grande noite  com todos os meus amigos destas andanças.... 


quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Quem ama protege

A menos de 500 metros da nascente de um famoso Rio truteiro ,algures perdido no  Gêres.....
Estamos em plena zona de  protecção total,mas isto não impede de os "pilha galinhas" lá chegar,por isso não divulgo o local....quem ama protege!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

0s amigos de Guimaraes



 Voltando à rubrica dos amigos das concertinas,aqui fica o registo de mais um grande companheiro e exímio cantador,tocador e animador,o Jorge Martins.

Votos de muitos êxitos!
 Abraço a todos os elementos do grupo!em breve voltaremos a tocar juntos....

sábado, 16 de outubro de 2010

Travanca/Batateiro/São Bento do Cando

 Já a algum tempo que estava prevista esta travessia ,Travanca/ Batateiro,Serra do Soajo/Serra da Peneda.


Foi possível na passada Sexta Feira,dia 14,percorrer os mais de 20 quilómetros  na companhia de 2 grandes amigos e amantes destas caminhadas,o Zé Moreira(www.bordejar.com)e Rui Barbosa(http://carris-geres.blogspot.com/).

Todos nos tínhamos em mente objectivos em comum,como o desfrutar de paisagens únicas,contemplar a natureza em estado puro,a paz de espírito,o silencio da Serra....mas também objectivos pessoais de pesquisa e cientificas,embora nenhum de nos seja formado academicamente nas áreas ambientais,mas sempre que formamos opiniões sobre aquilo que conhecemos,são fundadas  em experiências  no terreno,sendo elas objecto de discussão baseadas em factos presencias e não teorias académicas.

O meu principal objectivo era o Ramiscal,visto de uma perspectiva ainda não conseguida anteriormente,que era percorrer a margem direita do cume da Serra de jusante para montante.Já  havia feito várias vezes o mesmo percurso,mas pela margem esquerda.O meu interesse nesta margem,além de ter uma outra visão da imensidão da mata,era ver o impacto no terreno do incêndio de 2006 e tentar perceber como ele desceu as encostas íngremes até ao leito do Rio.Este objectivo foi de certa forma atingido e até superado,pois a contemplação do Ramiscal em certos locais é indescritível.Caminhamos  quase sempre acima dos 1000m de altitude chegando muitas vezes acima dos 1200m.

Este é um trilho não sinalizado,de relativa facilidade de progressão mas muito perigoso em relação à estabilidade climática,principalmente nesta época do ano,os três tivemos oportunidade de presenciar várias fases de nevoeiro a cerrar em poucos minutos e a dificultar a progressão,valeu-nos por diversas vezes as cartas,senão teríamos que recorrer aos "Bombeiros de Salto".(com o devido respeito pela instituição).

Tivemos ainda oportunidade de ouvir relatos de historias e memorias de um antigo mineiro(com 87 anos)na Branda de São Bento do Cando,a devoção e romaria ao São Bento de gentes vindas de todo o lado,pela voz ténue de uma idosa na casa dos 90,uma degustação de uvas "maricanas" , o carinho e afecto destas gentes Serranas  que nos brindam com a sua simplicidade.

Algumas imagens do dia...
 outra perspectiva do Ramiscal
vale do Rio Ramiscal já muito próximo da nascente.....

os efeitos do incêndio de 2006.....

mais um banco de nevoeiro a formar-se em poucos minutos...
em poucos minutos o Ramiscal ficou coberto de nevoeiro......
Rio Ramiscal........
Nascente do Rio Cabreiro ou Ramiscal......
Trutas, nem uma.......
nascente do Vez......

O Zé e o Rui no topo da Serra......
Peneda em frente........
milagroso São Bento......
final de mais de 6 horas de caminhada.....